Última atualização em .

A gestão irresponsável/criminosa (á luz da lei de responsabilidade fiscal) das contas públicas fez mais mal ao país que a própria crise mundial de 2008. Aumentaram os gastos correntes com programas em detrimento dos projetos de desenvolvimento nacional, até desenhados pelo governo mas como todo palanque eleitoral é desmontado após a vitória nas eleições, esses programas nunca foram cumpridos. O cancelamento do governo no pagamento de despesas discricionárias, inflação acima dos 10%, taxa selic acima dos 14%, a interrupção dos programas base do governo ocorrem de maneira tão tardia e póstuma que transpira muito mais que inaptidão na gestão pública, vai para a conta o maldoso fim de todo sonho ou futuro dessa década.

pib 2009 (-0,20%) pib 2015 (- 3,60%)

desemprego 2009 (8,08%) desemprego 2015 (+/- 10%)

inflação 2009 (4,18%) inflação 2015 (10,70%)

selic 2009 (8,75%) selic 2015 (14,25%)

dólar 2009 (R$ 1,74) dólar 2015 (R$ 4,03)

A tragédia de gestão pode ser resumida na gestão da empresa que símbolo do próprio governo. Em 2008 uma ação PETR4 era negociada acima de R$ 50,00 e hoje está um pouco acima de R$ 4,00. A Petrobrás perdeu em valor de mercado mais de R$ 436 bilhões. E isso, não se recupera facilmente. É como a imagem do país lá fora. Só com um brasileiro inascido, um Macri feito em laboratório para dar um novo rumo a condução do nosso país. petrobras_1.jpg  

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário