Última atualização em .

Tensão externa e apreensão antes de comissão da Previdência derrubam Bovespa

A bolsa começou a semana descendo aos 95 mil pontos, com um possível retrocesso nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China, que disseminou tensão entre investidores em todo o mundo. Tudo isso na véspera do início da discussão da reforma da Previdência na comissão especial, nessa terça-feira. Cientes dos ruídos políticos que podem contaminar esta etapa de tramitação da reforma neste e no próximo mês, gestores adotam uma postura mais defensiva, monitorando com cautela o desenrolar do debate em Brasília.

O índice ontem encerrou em queda de 0,50% aos 96.007 pontos e os destaques de hoje foram para Itaú -2,20% (ITUB4), Ambev +0,78% (ABEV3), Bradesco -2,70% (BBDC4), Petrobrás ON -0,07% (PETR3), e Petrobrás PN -0,30% (PETR4). Dólar sobe 0,68% em R$ 3,975.

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário