Última atualização em .

Bovespa acompanha EUA e fecha em queda

As ações dos EUA afundaram, elevando a perda do Dow Jones Industrial Average no trimestre para um nível nunca visto desde 1987, pois a pandemia quase certamente levou a economia americana à recessão.O índice blue chips caiu 23% nos últimos três meses, fechando a sessão de hoje com uma queda de 1,8%. O S&P 500 teve um desempenho um pouco melhor, mesmo após um furioso rally de 17%. O Nasdaq 100 caiu menos entre os principais índices, já que os compradores apostaram nas megacaps de tecnologia ricas em caixa que compõem seu núcleo.

Trump disse hoje que irão começar 2 semanas muito difíceis nos EUA. Ele está seguindo as orientações de Deborah Birx, a principal autoridade de saúde pública que coordena a força-tarefa do coronavírus no país. Debora disse que cerca de 200.000 americanos devem morrer do surto do Corona Vírus. Volatilidade deve se repetir em abril. Notícias de testes rápidos e o início dos testes em humanos da vacina pela Johnson & Johnson para setembro não acalmou o mercado, já que o pico de infectados nos EUA ocorrerá em abril até junho.

Os destaques de hoje da Bovespa foram Itaú -4,23% (ITUB4), Ambev -5,02% (ABEV3), Bradesco -3,44% (BBDC4), Petrobrás ON +5,21% (PETR3), e Petrobrás PN +4,56% (PETR4). Bovespa caiu 2,17% aos 73.019 pontos acumulando queda de 29,9% no mês, a mais profunda queda desde agosto de 1998. Dólar subiu 0,38% a R$ 5,215.

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário