Última atualização em .

Em nota, a Petrobrás apresenta prejuízo de R$ 1,2 bilhão no 1T16, em função, principalmente, de:

- maiores despesas de juros e variações monetárias e cambiais negativas (R$ 9,6 bi).

- redução de 7% da produção de petróleo e gás natural (Brasil e exterior);

- queda de 8% na venda de derivados no mercado doméstico;

- aumento dos custos com depreciação; e

- maiores gastos com ociosidade de equipamentos, principalmente de sondas.

- EBITDA ajustado de R$ 21,1 bilhões no 1T16, ante um resultado de R$ 21,5 bilhões no 1T15. A margem EBITDA foi de 30% no 1T16.

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário