Última atualização em .

120k... tô chegando

Os índices S&P 500 e Nasdaq 100 terminaram em níveis recordes de fechamento nessa terça-feira, em uma ampla recuperação liderada principalmente por ações de tecnologia. Nomes como Tesla e Apple reafirmaram sua liderança entre os investidores, subindo 8% e 2,5%, respectivamente, enquanto os grupos cíclicos que se saem bem na recuperação econômica da pandemia ficaram para trás. A mudança no sentimento do mercado veio depois que a Food and Drug Administration dos EUA recomendou aos estados que pausassem o uso da vacina contra o coronavírus da Johnson & Johnson. O CDC e o FDA estão examinando dados envolvendo seis casos de um tipo raro e grave de coágulos sanguíneos com 6,8 milhões de doses da vacina J&J administrada nos Estados Unidos. Os investidores também digeriram uma taxa de inflação um pouco mais forte do que o esperado para os EUA, com o número principal saltando para 2,6% em março de 1,7% em fevereiro e em comparação com as previsões do mercado de 2,5%. O foco no final da semana será no reflexo dessas primeiras ondas em Wall Street e na temporada de divulgação de resultados corporativos.

No Brasil, o risco fiscal continua no radar dos investidores com foco na possibilidade de corrigir o orçamento federal para 2021 sem furar o teto de gastos e promovendo menos cortes quantos forem possíveis, comportamento que o governo deve adotar tendo em vista que precisa agradar o Congresso já que está em vias de se instaurada uma CPI contra si. O índice Ibovespa subiu 0,41% aos 119.297 pontos. Os destaques de hoje foram para Ambev (ABEV3) +0,13%, Itaú (ITUB4) -0,04%, Bradesco (BBDC3) +0,18%, Petrobrás ON (PETR3) +0,04% e Petrobrás PN (PETR4) +0,17%.

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário