Última atualização em .

O dia de hoje foi um tropeção...

Amanhã fica tudo bem... No Brasil, nem tanto

Todos os três principais índices de ações dos EUA terminaram em queda nessa terça-feira, continuando a recente retração percebida na semana passada, apesar dos dados mais recentes mostrando uma desaceleração na inflação dos preços ao consumidor dos EUA. A taxa de inflação mensal nos EUA recuou para 0,3% em agosto, a menor em 7 meses, um sinal de que a inflação provavelmente atingiu um pico e agora vai recuar lentamente, em linha com as projeções do Fed. Os investidores continuam a se preocupar com a disseminação da variante delta do coronavírus e seu impacto na recuperação econômica e temem que os mercados de ações estejam supervalorizados. Na frente política, ontem, os democratas da Câmara propuseram um aumento na alíquota do imposto corporativo de 21% para 26,5%, uma sobretaxa de 3 pontos percentuais para pessoas que ganham mais de US$ 5 milhões e aumento nos impostos sobre ganhos de capital. A proposta deve ser votada esta semana pelos democratas. Enquanto isso, as ações da Apple caíram quase 1% depois que a empresa lançou seu novo iPhone 13. O Dow Jones caiu cerca de 290 pontos ou 0,8%; o S&P 500 perdeu 0,6% e o Nasdaq Composite recuou 0,5%.

Aqui oo Brasil, além do cenário externo, o Ibovespa caiu com a pressão por mudanças na política de preços da Petrobras no Congresso.O Ibovespa hoje caiu 0,19% aos 116.180 pontos. Os destaques de hoje foram para Ambev (ABEV3) +0,55%, Itaú (ITUB4) -0,62%, Bradesco (BBDC3) -0,71%, Petrobrás ON (PETR3) -0,74% e Petrobrás PN (PETR4) -1,33%. Leiam os artigos anteriores sobre a instabilidade política, fiscal, energética e inflacionária que estamos vivendo no país. O canal é de baixa, hein...

Na agenda de amanhã, destaque para o Índice de Atividade do Banco Central de julho, o IBC-Br, que deve subir 0,30% na variação anual, bem abaixo dos 9,07% de junho. 

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário