Última atualização em .

O Dow perdeu mais de 400 pontos e tanto o S&P 500 quanto o Nasdaq caíram mais de 1% nessa quarta-feira, com os investidores aguardando uma política monetária mais rígida do Fed e as preocupações com a inflação retornando com os preços do petróleo retomando o rali. Os mercados estavam recalibrando a possibilidade de um aumento de 50 pontos-base em maio, após comentários agressivos de vários formuladores de políticas nesta semana. O presidente do Fed, Powell, abriu a porta para um movimento mais agressivo para domar a inflação, que agora está na máxima em 40 anos. Enquanto isso, o presidente ucraniano Zelenskyy pediu mais pressão sobre a Rússia por parte dos países ocidentais, já que as negociações de paz em andamento entre Moscou e Kiev não progrediram. Ações de empresas financeiras estiveram entre os piores desempenhos, enquanto o setor de energia subiu junto com os serviços públicos. Entre as ações individuais, a Adobe, fabricante de Photoshop, caiu depois de estimar receita e lucro pessimistas no segundo trimestre, enquanto a General Mills subiu com fortes lucros. A GameStop também subiu depois que a empresa de investimentos do presidente Cohen comprou 100.000 ações da varejista de videogames.

O Índice Bovespa resistiu à queda das bolsas americanas e fechou em pequena alta, mantendo a sequência de seis pregões positivos, impulsionado por commodities e pelo capital externo, cuja entrada no ano já soma R$81 bilhões. O índice subiu 0,16% a 117.457 pontos, enquanto o dólar futuro cedeu 1,82% a R$4,835, com fluxo para o país, na mínima para o fechamento do dia desde março de 2020. Os destaques de hoje foram para Ambev (ABEV3) -1,32%, Itaú (ITUB4) -0,44% Bradesco (BBDC3) -0,55%, Petrobrás ON (PETR3) +0,97% e Petrobrás PN (PETR4) +1,36%.

 

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário